Scripts, SQL Server

SQL Server – Removendo quebra de linha de um Varchar

Removendo quebra de linha, enter por exemplo, de um campo VARCHAR!

DECLARE @STR AS VARCHAR(500)
SET @STR = ‘Salvador ·
Terça-feira 10 de abril de 2007 Ano XCI · No 19.383′

SELECT @STR — Visualizando estado atual

SELECT REPLACE(@STR,CHAR(13) + Char(10) ,‘ ‘) — removendo

Fonte e direitos da Query Original

Anúncios
Importantes, Microsoft, SQL, SQL AZURE, SQL Server

SQL Operations Studio

SQL Operations Studio oferece uma moderna experiência de codificação T-SQL focada no teclado que facilita suas tarefas diárias com recursos integrados, como várias janelas de guias, um editor T-SQL avançado, IntelliSense, conclusão de palavras-chave, trechos de código, navegação de código e origem integração de controle (Git). Execute consultas T-SQL sob demanda, visualize e salve resultados como texto, JSON ou Excel. Edite dados, organize suas conexões de banco de dados favoritas e procure objetos de banco de dados em uma experiência familiar de navegação de objetos. Para aprender a usar o editor T-SQL, consulte Usar o editor T-SQL para criar objetos de banco de dados. (fonte)

Download

SQLOperationsStudio_01

Vídeo com algumas demonstrações

Ferramentas, SQL Server, Treinamentos

Reporting Services – SQL Server (Passo a Passo)

DBA, Disaster e Recovery, L&A Soluções, SQL Server - Replicação

Será que você precisa de Alta Disponibilidade nos seus ambientes?

Todos os direitos reservados a Fabio Cotrim (Especialista em Banco de Dados MS SQL Server)
Matéria original

Introdução

Nesta apresentação, pretendo levantar algumas questões para ajudar aos DBAs avaliarem as reais necessidades de implementar a alta disponibilidade nos ambientes que administram.

Como toda nova funcionalidade de uma ferramenta, vários profissionais, técnicos ou gerenciais, querem implantá-las, mais por ser moda do que por ter real necessidade, e não está sendo diferente com os recursos de alta-disponibilidade criados para os ambientes de bancos de dados, mas, nem sempre, eles serão úteis para a maioria dos ambientes, pois poderão ser complicadores para a administração e, em alguns casos, para a recuperação após um desastre.

Aconselho que analisem a situação de uma forma menos emocional, deixando um pouco de lado a vontade de ser um vanguardista.

Quando questionados, a maioria dos usuários dos ambientes, respondem que seus ambientes são totalmente indispensáveis para o funcionamento da empresa, o que, em muitos casos não é verdade.

Um exemplo simples, é desabilitar a calculadora de troco do caixa de uma padaria; o funcionário  vai afirmar que não consegue executar as suas tarefas, mesmo que ele tenha uma caneta e papel à disposição; esta ação seria um dificultador, mas não causaria um impedimento à realização das tarefas. Ok, você vai dizer que fui cruelmente exagerado neste exemplo, mas pode ficar tranquilo que não sou tão maléfico assim, foi só uma forma de exemplificar a situação.

Em um outro exemplo, este sendo de uma forma que a indisponibilidade de um recurso causaria a parada nas operações e, consequentemente, eliminaria as receitas de uma empresa, seria retirar todas as ferramentas de um mecânico; neste caso, ele não poderia realizar nenhum trabalho até que as ferramentas fossem disponibilizadas novamente.

Em TI, o que é Alta Disponibilidade?

São ambientes que têm a capacidade de tolerar falhas, de tal forma que, o processamento continue com pouca ou nenhuma interrupção, de forma transparente ao usuário, permitindo que a equipe de infraestrutura tenha tempo, e consequente serenidade, para realizar os reparos necessários.

Para quem a Alta Disponibilidade é mais útil?

Quem realmente precisa de Alta Disponibilidade, são os serviços que nunca podem ficar parados, como os serviços essenciais, ou empresas que oferecem seus produtos e serviços aos clientes em período 24×7, tais como:

  • Hospitais;
  • Polícia;
  • Bombeiros;
  • Energia Elétrica;
  • Aeroportos;
  • Serviços de Água e Esgoto;
  • Companhia de Engenharia de Trânsito;
  • Instituições Financeiras;
  • Indústrias 24×7;
  • E-commerce, etc.

Continue lendo

PowerShell, SQL Server

Powershell, Excel e SQL uma combinação excelente

Blog do Leka

Uma coisa muito legal em automatizar tarefas é a dificuldade que temos em planejar o que vai ser executado, a forma que vai ser executado e manter da forma mais genérica possível para garantir que vai funcionar na maior parte dos ambientes sem precisar sofrer muita alteração…

Agora imagina uma rotina qualquer em que você precisa ficar pegando resultados colocando no excel para fazer alguma graça interessante para alguém…

O posh abaixo faz exatamente isso. Ele conecta em um servidor que você definir, pega o nome dos bancos e executa a mesma query em cada um dos bancos,,,

até aí nenhuma novidade, certo?

O legal é que o resultado já vai para o excel, formatado e com auto filtro… e cada guia é a resposta de um banco deste servidor.

Você pode alterar a query para executar o que quiser, fragmentação de índice? blz…. um único select de uma única base? sem problemas…

Ver o post original 46 mais palavras

Scripts

(TSQL) Trigger – Movimentação de Estoque (Exemplo)

Fonte e Direitos – Fórum Microsoft

–A dica de hoje tem o objetivo de demonstrar e exemplificar como criar um processo de atualização automática de saldo em estoque de um determinado produto, através da utilização de Triggers no SQL Server.

— Criando a tabela de Produtos github
Create Table NovosProdutos (
  Codigo Int Identity(1,1)
, Descricao VarChar(20)
, Saldo Int)


— Populando…
Insert Into NovosProdutos Values(‘Produto – ‘+ Convert(VarChar(3),@@Identity), 0)

Go 100


— Ver a tabela Novos Produtos
Select * From NovosProdutos

— Criando tabela de Movimentações
Create Table Movimentacao(

Codigo Int Identity(1,1)
, CodProduto Int
, TipoMovimentacao Char(1)
, Valor Int)
— Criando a Trigger de Movimentação (E- Entrada / S – Saída)
Create Trigger T_MovimentacaoSaldo On Movimentacao After Insert, Update As
Declare @TipoMovimentacao Char(1)
Select @TipoMovimentacao=TipoMovimentacao from Inserted
If @TipoMovimentacao = ‘E
Begin
Update NovosProdutos
Set Saldo = Saldo + I.Valor
from NovosProdutos NP Inner Join Inserted I On NP.Codigo = I.CodProduto
End

If @TipoMovimentacao = ‘S
Begin
Update NovosProdutos
Set Saldo = Saldo – I.Valor
from NovosProdutos NP Inner Join Inserted I On NP.Codigo = I.CodProduto
End

–Fazendo lançamentos de entrada
Insert Into Movimentacao Values(2,’E’,10)
Insert Into Movimentacao Values(2,’E’,15)
Insert Into Movimentacao Values(2,’E’,5)
Insert Into Movimentacao Values(2,’E’,22)
Insert Into Movimentacao Values(2,’E’,10)
Insert Into Movimentacao Values(1,’E’,15)
Insert Into Movimentacao Values(8,’E’,10)
Insert Into Movimentacao Values(9,’E’,15)
Insert Into Movimentacao Values(1,’E’,5)
Insert Into Movimentacao Values(3,’E’,22)
Insert Into Movimentacao Values(22,’E’,10)

–Fazendo lançamentos de saída
Insert Into Movimentacao Values(2,’S’,8)
Insert Into Movimentacao Values(2,’S’,5)
Insert Into Movimentacao Values(2,’S’,3)
Insert Into Movimentacao Values(2,’S’,2)
Insert Into Movimentacao Values(2,’S’,1)
Insert Into Movimentacao Values(8,’S’,8)
Insert Into Movimentacao Values(8,’S’,3)
Insert Into Movimentacao Values(9,’S’,5)
Insert Into Movimentacao Values(1,’S’,3)
Insert Into Movimentacao Values(3,’S’,2)
Insert Into Movimentacao Values(22,’S’,1)


–Verificando o valor atual do saldo movimentado

select * from NovosProdutos
select * from Movimentacao

Fonte e Direitos